#83: Hathor - Markus Thayer

, em quarta-feira, 8 de agosto de 2012 ,
Bookmark and Share


Editora: Novo Século - Novos Talentos da Literatura Brasileira
Páginas: 352
Ano: 2010

Sinopse (Skoob):
Inglaterra, 1856
John McBrian é aluno em uma renomada faculdade de Cambridge. Entretanto, sua vida pacata de estudante está prestes a mudar. O que a princípio parecia ser apenas um trabalho de escola coloca o jovem inglês em extremo perigo.
Um mistério intrigante, fenômenos inexplicáveis e mensagens criptografadas levam John a cruzar o oceano, onde seu destino o aguarda.
Leia o primeiro capítulo: http://migre.me/3IYW8


John McBrian é estudante na universidade de Cambridge em 1856 e está pesquisando com seu amigo e colega de classe William para um trabalho do mestre Stuart quando encontra uma peculiaridade em um livro antigo: duas páginas coladas – sem prejuízo do texto – com uma folha dentro.
John leva o livro ao professor e pesquisador e eles conseguem soltar a tal folha, descobrindo um mapa em formato de enigma que, desvendado, levará a um tesouro de grande valia.
Ele e o professor resolvem seguir as pistas que vão desvendando e vão parar no interior do Brasil, onde conhecem uma cidade impressionante, com uma população evoluída e muita tecnologia.

Eu não sou muito nerd, mas deu para perceber um toque – pode ter sido influência mesmo – de Star Wars, Viagem ao centro da terra e outras obras ficcionais que misturam tecnologia de ponta e mais de uma “humanidade” no planeta terra.
As situações poderiam ser melhor exploradas e explicadas. Os fatos vão ocorrendo e, apesar de fazerem sentido, são meio apressados e pouco profundos. Apesar disso, gostei bastante da história.
Os personagens são carismáticos e, apesar de serem muitos, eu escolhi alguns preferidos dentre homens e mulheres.
Admiro a criatividade de Markus Thayer para bolar uma história em que ele une a Inglaterra do século XIX com uma cidade que provavelmente só existirá na Terra lá pelo final do século XXI, ou no século XXII.
Indico para quem gosta de ficção científica e se algum nerd já leu ou ler o livro, me diz aí as influências que notou. ^^

Nota: 4/5.

Nenhum comentário :

Postar um comentário