#117: Jogada Mortal - Myron Bolitar livro 2 - Harlan Coben

, em quarta-feira, 12 de dezembro de 2012 ,
Bookmark and Share


Editora: Arqueiro
Páginas: 256
Ano: 2012

Sinopse (Skoob):
Depois de ver sua carreira no basquete profissional chegar ao fim antes mesmo de começar, Myron Bolitar trabalhou para o FBI, formou-se em direito em Harvard e hoje está à frente de uma agência de representações esportivas, que toca com a ajuda da grande amiga Esperanza.
Tudo parece ir bem até que Valerie Simpson, uma tenista que já foi a maior promessa do esporte, é morta durante um jogo do Aberto dos Estados Unidos. Ao que tudo indica, a jovem estava lá em busca de Myron, mas foi encontrada antes pelo assassino.
Myron não imagina por que Valerie foi atrás dele, mas se sente culpado por não tê-la encontrado a tempo. Para piorar, seu cliente mais importante, o tenista Duane Richwood, se torna o principal suspeito do crime.

Em busca da verdade, Myron descobre que a jovem vinha sendo assediada por um fã obcecado desde o início da carreira. Além disso, seis anos antes, ela estava prestes a ficar noiva do filho de um senador quando o rapaz foi morto sob estranhas circunstâncias.
Enquanto tenta desvendar o assassinato da tenista, Myron se tornará um obstáculo para os interesses da máfia, de um político poderoso e de uma família influente. Agora ele e as pessoas que mais ama podem ser as próximas vítimas.



Vez ou outra eu tenho problemas para resenhar um livro. Seja por ter gostado demais e não conseguir pensar em outra coisa senão dizer a todos para lerem; seja por não ter gostado e, apesar de não querer só reclamar, não conseguir pensar em outra coisa para falar que não sejam os pontos que não gostei.
No caso de Harlan Coben, minha dificuldade é a primeira. O livro é tão bom que não sei bem o que falar além de que é muito bom! E olha que eu só li dois livros do Harlan, ambos da série Myron Bolitar: o primeiro da série – Quebra de Confiança, e esse. Claro que estou louca para ler os demais, mas quero ler na ordem, então vou ter que esperar um pouquinho para terminar. Por quê, vocês me perguntam? Vou explicar.

Acho que quem gosta de livros de suspense e policiais já percebeu que muitas editoras não se importam muito em lançar as séries na ordem correta. A justificativa das empresas é que livros desse tipo são independentes uns dos outros. Isso é verdade mesmo. As histórias geralmente são bastante independentes, mas EU fico incomodada em ler fora de ordem porque pelo menos dois personagens aparecem em todos os livros.
Bem... O primeiro livro da série Myron Bolitar lançado no Brasil foi o “A Promessa”, lançado pela ARX e não mais encontrado no comércio, nem no Skoob para troca ou em sebos. (Eu não achei, pelo menos.) Só que esse é o oitavo volume.
Depois disso, a Arqueiro lançou vários títulos do Harlan e continua lançando, mas começou pelos último, quer dizer, os primeiros a sair foram os dois últimos livros da série, depois ela regressou ao começo da série e já lançou os três primeiros.
A ordem da série Myron Bolitar é:
Quebra de confiança (Deal breaker)
Jogada mortal (Drop shot)
Sem deixar rastros (Fade away)
Back spin
One false move
The final detail
Darkest fear
A promessa (Promise me)
Quando ela se foi (Long lost)
Alta tensão (Live wire)
O próximo a ser lançado é Back Spin e está previsto para janeiro. \o/ (E para quem começou agora e/ou quer ler todos os volumes da série, eu fiquei sabendo que há uma tentativa de compra dos direitos do livro lançado pela ARX.)

Voltando ao livro do qual eu devia estar falando, a fórmula usada pelo autor em Quebra de Confiança se repete, ou seja, Myron vai se meter na investigação de um crime para tentar ajudar um agenciado a sair de uma encrenca. Além disso, Myron e Win continua irônicos e sarcásticos.
Eu costumo dizer que se alguém espremer os livros dessa série conseguirá mais de um balde de sarcasmo e ironia. O que é ótimo, pois toda a diversão do livro, as cenas que nos fazem dar risadas e quebram o clima tenso vêm justamente dessas características dos personagens.
Além disso, tem as brigas de Myron com o detetive do caso que não gosta nada da intromissão do ex agente do FBI; há também os problemas do agente esportivo com a máfia – por falar nisso, Win me deixou assustada com algumas atitudes que tomou para defender Myron e Jess, mas nem por isso deixo de gostar desse aristocrata.
Para aqueles que gostam de romance, há a relação de Myron com Jessica – ele é a mulher do casal! Definitivamente! Quem já leu um dos dois primeiros livros deve ter notado que ele é o romântico que fica fantasiando com o futuro e tendo atitudes fofinhas. Dou gargalhadas com esse lado dele.

Adivinhem o que vou fazer agora...
Quem disse que vou super indicar o livro para todo mundo, acertou! =D
Leiam! Além de a história ser ótima, o tradutor do livro também é muito bom e não há erros na edição. (Acho que vi uma letra “s” faltando já pelos últimos capítulos e só. ^-^)

Nota: 5/5!

Nenhum comentário :

Postar um comentário