#417: A Promessa – Myron Bolitar VIII – Harlan Coben

, em quarta-feira, 1 de março de 2017 ,
Bookmark and Share

Editora: Arqueiro
Páginas: 352
Ano: 2017

Sinopse (Skoob):
Depois de ouvir duas adolescentes trocando confidências no porão de sua casa, Myron faz com que as garotas prometam ligar para ele se um dia estiverem em alguma encrenca e não tiverem coragem de recorrer aos pais em busca de ajuda. Ele garante que irá em seu socorro sem questionamentos, qualquer que seja a situação.
Alguns dias depois, às duas da manhã, seu telefone toca. É Aimee Biel, uma das garotas a quem oferecera apoio incondicional. Abalada e nervosa, ela pede que Myron a deixe em frente a uma casa numa rua deserta, o suposto endereço de uma amiga. Apesar de sentir que alguma coisa está errada, Myron honra sua palavra e não faz perguntas.
Mas ele se arrependerá profundamente dessa decisão, porque talvez essa seja a última vez que Aimee será vista por alguém. Atormentado pela culpa – ao mesmo tempo que se torna o principal suspeito pelo misterioso desaparecimento –, Myron decide investigar o caso por conta própria.
Envolvido numa trama cheia de promessas desfeitas e segredos devastadores, ele descobre que essa não será apenas uma busca por uma adolescente que sumiu: será também uma busca pela verdade em suas nuances mais sombrias.


Contém spoilers dos livros anteriores.
Há seis anos Myron Bolitar não salva ninguém. Há seis anos ele não se mete em problemas. Há seis anos Myron voltou a focar em seu trabalho na MB Representações Esportivas, expandiu a firma, passando a agenciar também atores, escritores e outras celebridades, e simplificou o nome para MB REPs. Há seis anos ele não tenta sem um super-herói.
Ele sabe que, agindo como agiu, brigando, investigando, ajudou algumas pessoas. Oras, ele inclusive salvou o próprio filho, que cresceu e se tornou um integrante das forças armadas, com quem Myron mantém contato. Porém, ele sabe que tudo o que fez custou caro para outras pessoas, especialmente para Brenda, que morreu. Uma morte que ainda assombra Myron.
No entanto, nada disso o impede de, ao ouvir duas adolescentes conversando sobre andar de carro com um motorista bêbado, fazê-las prometer ligar para ele caso algum dia precisem de ajuda. Com qualquer que seja a situação. Ele promete ajudar sem fazer perguntas, desde que elas liguem para ele.
As jovens são Aimee Biel – filha de um casal de amigos de Myron, que ele conhece desde bebê – e Erin Wilder, filha da nova namorada de Myron, Ali.
O que ninguém esperava ou previa é que uma delas ligaria para Myron na madrugada seguinte pedindo carona e depois desapareceria sem deixar pistas.
É assim que Myron se vê novamente precisando investigar, sendo alvo de perseguidores, sendo suspeito de investigadores e usando suas habilidades de super-herói fajuto.

Myron Bolitar está bem mais... sombrio não é bem a palavra, mas acho que posso usar maduro e cético? É, acho que sim. Depois do que aconteceu com ele em Detalhe Final e O Medo Mais Profundo, o personagem muda muito. O que era totalmente esperado, mas isso mudou também o tom da série de livros.
Como posso explicar... Os primeiros livros da série são mais divertidos, têm um tom mais leve, mesmo ao falar de crimes, tocaias, assassinatos e tal. Nos mais recentes, dá para ver que a coisa toda ficou mais séria. Dá para acompanhar como os atos, mesmo os mais bem-intencionados, podem ter consequências terríveis. E isso é muito interessante de acompanhar.
Ver o Myron lutando consigo mesmo me abala um pouco. Ele é o típico cavaleiro no cavalo branco: quer ajudar as pessoas que conhece do melhor jeito que puder; mas depois de uns reveses, ele sabe que a ajuda pode dar errado e agora luta com esse lado dele. Bem aquilo de ele quer deixar a coisa para lá e não se meter, mas no fim não consegue.
O Win simplesmente está lá para apoiar o amigo. Acho que o Win até prefere quando o Myron tenta bancar o herói, porque é a desculpa perfeita para se meter em alguns conflitos, trocas de tiros e coisas do tipo. A Esperanza não gosta muito, mas sabe que não dá para impedir o amigo e sócio, então ela assume a empresa e manda ele ir em frente.
Eu gosto de ver o Myron bancar o herói, tento acompanhar o raciocínio e as deduções dele para descobrir o ou os culpados em questão, mas dói ver um personagem que eu adoro tanto sofrendo.
Como eu já li a série do Mickey Bolitar, sei um pouquinho do que acontece no destino do Myron, mas faltava esse volume para eu ler os livros 9 e 10 da série do Myron e saber exatamente como ele chegou ao ponto que está em Refúgio e agora posso fazer isso e vou, porque eu já tenho os próximos livros. Espero que a Arqueiro lance Home logo, logo também porque os Bolitar são uma das minhas famílias literárias adotivas e não vou larga-los tão cedo.
Para quem gosta de suspense, Harlan Coben é um mestre no gênero e eu adoro e indico demais a série do Myron – e a do Mickey também. Então leiam, viu! Leiam que é muito, muito bom!

Nota: 4,5/5.

Série Myron Bolitar:
A Promessa
Quando Ela se Foi
Alta Tensão
Home – sem previsão de lançamento no Brasil.

Série associada – Mickey Bolitar:

Comentou? Preencha o formulário e participe do Top Comentarista de Fevereiro. 

Nenhum comentário :

Postar um comentário